Por medo do zika, atletas dos EUA podem não vir ao Rio 2016, diz agência

A preocupação a respeito do zika vírus continua cada vez mais presente nos assuntos discutidos no Brasil e no mundo.

Foto: Tom Ervin/Getty Images)
Nesta segunda, a agência de notícias Reuters publicou que o Comitê Olímpico dos Estados Unidos (USOC) não obrigará os atletas a comparecerem nos Jogos do Rio em agosto, e que eles estão livres se não se sentirem confortáveis em viajarem ao Brasil.

O assunto, segundo a publicação, foi discutido durante uma conferência envolvendo membros do Comitê, funcionários e atletas. O fato da Organização Mundial da Saúde ter decretado estado de emergência internacional, uma vez que os casos de microcefalia têm aumentado, também chamou a atenção em meio ao debate.

O presidente do USOC ratificou que “se os atletas não se sentirem confortáveis, podem considerar não ir aos Jogos”. Assim, um dos eventos esportivos mais esperados do mundo pode ficar sem a presença de uma das maiores potências mundiais. Nas últimas Olimpíadas, os EUA conquistaram 103 medalhas, sendo 46 de ouro, 28 de prata e 29 de bronze.

Comentários