Cunha tenta se salvar com Temer, com Impeachment de Dilma


No entanto, esse acordo só será possível caso o Supremo Tribunal Federal (STF) não atenda ao pedido da Procuradoria Geral da República, que defende o afastamento do parlamentar

Política Minuto a Minuto

Diante da provável cassação, o presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ) começa a alinhavar um acordo com Michel Temer (PMDB-RJ), caso ele assuma o governo.
PUB

Segundo informações da Folha de S.Paulo, ele renunciaria à presidência da Câmara dos Deputados sob o argumento de que o novo governo precisaria articular nova maioria no parlamento.

Portanto, apesar de ser suspenso pelo conselho de ética, ele manteria o cargo, garantindo o foro privilegiado.

No entanto, esse acordo só será possível caso o Supremo Tribunal Federal (STF) não atenda ao pedido da Procuradoria Geral da República, que defende o afastamento do parlamentar.

Comentários