Eleitores preferem novas eleições a Temer na presidência


Segundo pesquisa telefônica da Ideia Inteligência, maioria dos entrevistados tem visão desconfiada sobre um eventual governo do peemedebista
 O vice-presidente Michel Temer pode começar a se preocupar sobre sua popularidade antes mesmo de um eventual impeachment da presidente Dilma Rousseff, que o levaria para o comando do Palácio do Planalto. Segundo pesquisa telefônica feita pela Ideia Inteligência, a maioria dos entrevistados tem visão desconfiada sobre um eventual governo do peemedebista e preferiria que novas eleições fossem convocadas caso a petista saísse do poder.

O levantamento mostrou que 55% dos entrevistados preferem novas eleições, enquanto apenas 12% apoiam Temer na presidência. 33% não souberam responder.

Sobre um eventual governo do peemedebista, 51% acreditam que a gestão seria regular, enquanto 24% avaliam que Temer teria um desempenho ruim. Além disso, 15% julgam que a performance do vice-presidente no comando do Planalto seria muito ruim, enquanto 9% apostam em um bom desempenho. Apenas 1% dos entrevistados acreditam que temer seria ótimo como presidente.

Realizada entre os dias 28 e 29 de março, a pesquisa entrevistou 10.002 pessoas em 82 municípios. A margem de erro é de 1,45 ponto percentual para mais ou para menos.

Comentários