Movimentos de esquerda realizam manifestação “Fora Todos” na próxima sexta-feira


A manifestação paralela à convocada pela Central Única dos Trabalhadores (CUT) e os sindicatos vinculados ao governo federal mostra uma esquerda dividida

Os movimentos de Esquerda, encabeçados pelo PSTU e sindicatos não alinhados ao Governo Federal, realizarão, na próxima sexta-feira (1º), em Natal, a manifestação “Fora Todos”, em protesto contra a presidente Dilma Rousseff (PT), o ex-presidente Lula (PT), o vice-presidente Michel Temer (PMDB), o presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha (PMDB) e o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB).

O ato, previsto para ser realizado em todo o Brasil, ocorrerá em Natal no cruzamento das Avenidas Bernardo Vieira e Salgado Filho. O horário previsto de início é às 15 horas. O protesto está sendo convocado pelo Espaço Unidade de Ação, do qual faz parte a CSP-Conlutas, entre outras entidades.

“A saída proposta pela oposição de direita, que defende o impeachment, significa tirar Dilma e entregar o poder a Michel Temer ou ao presidente da Câmara, nesse momento o corrupto Eduardo Cunha. Já os governistas defendem a permanência do governo responsável pelos brutais ataques que nosso povo vem sofrendo e que, em meio ao agravamento da crise, sinaliza ainda mais para os grandes empresários o seu compromisso com o grande capital e contra a classe trabalhadora”, diz a nota de convocação.

A manifestação paralela à convocada pela Central Única dos Trabalhadores (CUT) e os sindicatos vinculados ao governo federal mostra uma esquerda dividida.

Ao mesmo tempo que não compactuam com a defesa de Dilma e Lula, envolvidos em diversas denúncias de corrupção, também são contra a oposição, liderada nacionalmente pelo PSDB.

Comentários