OPERADORA INFORMOU MORO SOBRE GRAMPO EM ESCRITÓRIO DE ADVOCACIA

www.brasil247

A operadora de telefonia que executou a ordem para interceptar o ramal central do escritório de advocacia Teixeira, Martins e Advogados já havia informado duas vezes ao juiz federal Sergio Moro que o número grampeado pertencia à banca, que conta com 25 advogados; apesar disso, em ofício enviado ao Supremo Tribunal Federal nesta semana, Moro afirmou desconhecer o grampo determinado por ele na Lava Jato *www.brasil247

Comentários