“Tem que gostar de multar! Tem que ter o tesão de multar” diz funcionário da STTU

O agente de trânsito da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU), Weldson Goes, utilizou seu perfil no Facebook para fazer denúncias a cerca da gestão do órgão responsável pelo trânsito na capital potiguar.

Ao longo de três postagens, ele afirmou que os funcionários que não aplicam multas são considerados improdutivos pela gestão. “É preciso ter o perfil alinhado com a gestão, ou seja: Tem que gostar de multar! Tem que ter o tesão de multar. A vontade maliciosa de multar. Tipo, multar até o vento. Se não se encaixar com esse perfil, segundo a gestão, vc é um inútil ‘improdutivo’”, escreveu.

Outra crítica feita por Goes seria uma bonificação extra para parte do corpo de funcionários. Segundo ele, apenas 80 de 280 agentes recebem cerca de R$ 500 a mais. “Quais os critérios, se tudo poderia ser resolvido com um simples rodízio, onde todos ganhariam igual?”, questionou.

Weldson acredita que sua função não é de multar, mas sim “informar, educar, fiscalizar e autuar, quando se fizer necessário”. O agente municipal ainda foi além nas críticas ao sistema.

“Quer dizer que se trabalharmos corretamente, em especial na educação, reduzindo pela metade, ou menos, as autuações e, em consequência, a arrecadação, o prefeito não vai nos pagar?”, escreveu em um dos trechos divulgado pelo Blog do BG.

Ainda nas publicações, Weldson lamentou a situação e chegou a comentar que está no emprego errado. “Se ser produtivo para a STTU é ficar atrás de uma moita, esperando motorista desavisado ou não, passar e lascar multa até estourar dois, três talões, eu acho que to no emprego errado, infelizmente”, publicou.

Comentários