Moralidade e econômia: Associação dos Servidores do MP pedirá ao STF fim do auxílio-moradia


A Associação Nacional dos Servidores do Ministério Público decidiu por entrar com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade no Supremo Tribunal Federal para pedir o fim do auxílio-moradia para todos os membros do Ministério Público. A definição ocorreu no encontro nacional das associações dos servidores, realizado em Fortaleza. O Rio Grande do Norte foi representado pelo presidente do Sindicato dos Servidores do MP-RN, Aldo Clemente.

“O fim do auxílio-moradia é mais uma postura adotada pela entidade representativa dos servidores; uma ação em defesa da moralidade e da transparência”, destacou Aldo. Ele ressaltou, inclusive, que uma Consultoria de Orçamentos e Fiscalização Financeira da Câmara dos Deputados emitiu nota técnica afirmando ser a MP 711/16, na qual Dilma Rousseff (PT) busca assegurar mais de R$ 409 milhões para pagamento de auxílio-moradia a magistrados e procuradores, inconstitucional. *blogdoprimo

Comentários