Não sou semideus, diz Marco Aurélio sobre pedido de impeachment contra ele


O ministro Marco Aurélio Mello do Supremo Tribunal Federal (STF) disse, nesta quarta-feira, 6, que não é um “semideus” e, portanto, poderá ser questionado no Congresso Nacional como anunciou que pretende fazer o Movimento Brasil Livre (MBL). O grupo afirmou que irá protocolar no Senado um pedido de impeachment contra o ministro. “Não sou um semideus”, rebateu. Marco Aurélio também afirmou que espera que as instituições do País funcionem com “mais tranquilidade” no processamento do caso. “Sou juiz há 37 anos e eu apenas busco servir e servir com pureza da alma e a partir da minha ciência e consciência e nada mais. Processo para mim não tem capa, tem conteúdo”, se defendeu. *Estadão Conteúdo

Comentários