Protestos contra impeachment ocorrem em rodovias das principais capitais

Foto: Divulgação PRF

Manifestantes bloquearam a Marginal Tietê, em SP, por cerca de uma hora. MST e CUT pedem continuidade da presidenta

Atos contra o impeachment tomaram rodovias das principais capitais brasileiras na manhã desta sexta-feira simultâneos ao início do processo de debate sobre a permanência da presidenta Dilma Rousseff à frente do país. Contrários ao impeachment, manifestantes em São Paulo, bloquearam a Marginal Tietê por cerca de uma hora, segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), no sentido rodovia Castelo Branco, provocando quase 6 km de congestionamento.

Simultaneamente, cerca de 100 manifestantes interditaram a rodovia dos Imigrantes, com bloqueio na altura do km 16, perto de Diadema, no sentido capital paulista, em ato contra o impeachment. A manifestação foi convocada pela Central Única dos Trabalhadores (CUT).

Segundo a Ecovias, concessionária que administra o Sistema Anchieta/Imigrantes (SAI), por volta das 7h15 a Polícia Rodoviária tinha liberado duas faixas à esquerda. Em consequência do bloqueio, havia lentidão de dois quilômetros. Os manifestantes desocuparam a rodovia por volta das 7h50, mas em razão da retenção do tráfego de veículos, a lentidão no trânsito atingiu cerca de sete quilômetros.

Comentários