Michel Temer declara guerra à Maduro e bate boca com representante venezuelana na ONU

Temer, na ONU, cobrou da Venezuela um referendo sobre a administração no país, governado por Maduro, e foi rapidamente refutado pela chanceler venezuelana, que chamou o governo Temer de corrupto e ilegítimo, aprofundando a crise diplomática entre Brasil e Venezuela.

Maduro, há muito tempo vem prendendo seus opositores e até o início do governo Temer era grande aliado de Dilma e Lula, que nunca haviam questionado a forma ditatorial do governo venezuelano.

As coisas parecem ter mudado radicalmente, já que Serra, atual ministro das relações exteriores não tem poupado críticas ao governo de Maduro e agora Temer, explicitamente, demonstrou sua oposição à ditadura venezuelana.

Veja o vídeo:

Comentários