Rio Grande do Norte acumula decifit de R$ 4,2 bilhões no INSS


Durante o ano de 2015, o Rio Grande do Norte arrecadou R$ 1,5 bilhão em contribuições pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Na contrapartida, gastou R$ 5,7 bilhões em gastos com pagamento de aposentadorias e pensões, gerando, consequentemente, um deficit de R$ 4,2 bilhões para o estado.

Para remediar a situação, que não ocorre apenas em solo potiguar, o Governo Federal, através do presidente Michel Temer, tem a intenção de encaminhar um projeto de Reforma da Previdência Social ao Senado ainda neste ano. As votações, contudo, só deverão ocorrer em 2017.

Caso seja aprovada, a reforma prevê um tratamento diferenciado aos aposentados, incluindo aqueles que ocupem cargos maiores, como magistrados, políticos e auditores fiscais, de modo a cortar benefícios que gerem prejuízo em outros setores. Em 2014, por exemplo, o governo investiou R$ 102,4 bilhões na área de Educação, mas precisou desembolsar R$ 595,6 bilhões em virtude dos compromissos com a Previdência Social.  Com informações da Tribuna do Norte

Comentários