MENTIRAS DE TEMER EM PROPAGANDA PEGAM MAL ATÉ NO UOL

Reportagem do UOL aponta 'distorções' em anúncios que o governo de Michel Temer publicou dia 29 de dezembro sobre seus feitos nos 120 dias contados desde sua posse efetiva, em 31 de agosto, quando o Senado aprovou o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT).

O portal cita como exemplo o item reforma administrativa, sobre o qual o governo diz que extinguiu 14.200 funções e cargos comissionados. De acordo com UOL, o procedimento foi de fato 'conversão e não extinção', e o número foi de 10.462 conversões de Cargos de Direção e Assessoramento Superior (DAS) em Funções Comissionadas do Poder Executivo (FCPE), que só podem ser ocupadas por servidores públicos concursados".

Sobre recuperação de estatais, UOL diz que o governo 'sobrevalorizou a alta das ações das empresas'. Entre 31 de agosto e 28 de dezembro de 2016, véspera da divulgação da propaganda do governo Temer, 'houve de fato valorização de ações de estatais, mas com uma variação muito menor que a divulgada', diz o portal.

O levantamento desmente também a informação do Planalto de saldo positivo de US$ 45 bilhões no comércio exterior até a terceira semana de dezembro. 'Errado: a propaganda refere-se aos 120 dias de governo efetivo, mas o valor citado pelo governo abrange o período de janeiro até a terceira semana de dezembro', diz UOL.

De acordo com os dados oficiais do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, no último quadrimestre do ano (setembro a dezembro), período que abrange os quatro meses do governo definitivo de Temer, o saldo da balança comercial brasileira foi bem mais baixo, de US$ 15,3 bilhões, um valor 20% inferior ao saldo de US$ 19,1 bilhões obtido no segundo quadrimestre (maio a agosto).

Comentários