Autoridades revisam número de mortos em tragédia com embarcação na Bahia

18 pessoas morreram no acidente; informação anterior era de 22 mortes. Número foi revisado na tarde desta quinta pela Capitania dos Portos; acidente aconteceu no início da manhã, em Mar Grande.


Autoridades revisaram o número de vítimas da tragédia com uma lancha na Baía de Todos-os-Santos, na travessia Mar Grande - Salvador. Em entrevista na tarde desta quinta-feira (24), representantes da prefeitura de Vera Cruz, na região metropolitana de Salvador, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar disseram que ao menos 18 pessoas morreram no acidente. A Capitania dos Portos confirmou o mesmo número ao G1 por volta das 15h50.

Inicialmente a informação era de que 22 pessoas tinham morrido na tragédia, segundo a Capitania dos Portos. De acordo com a Marinha, o número foi revisado e corrigido por volta das 15h50 desta quinta, após o Departamento de Polícia Técnica (DPT) informar à Capitania o novo dado.
Ainda segundo a Marinha, cinco corpos foram resgatados por equipes da Capitania dos Portos e levados para o Instituto Médico Legal (IML) em Salvador. Os outros corpos foram levados para unidades do IML na região de Vera Cruz, informou a Capitania.

O acidente aconteceu após a lancha virar, ainda em Mar Grande, cerca de 10 minutos após deixar o terminal marítimo com destino à capital baiana, por volta das 6h30. A operação do sistema foi imediatamente suspensa em Salvador e Mar Grande. Chovia no momento do acidente, o mar estava bastante agitado e a maré estava alta.

A embarcação, chamada de Cavalo Marinho I, tinha capacidade total de 160 pessoas.
Inicialmente a informação era de que o barco transportava 124 pessoas, sendo 120 passageiros e quatro tripulantes, mas este número também foi revisado: a embarcação transportava na verdade 120 pessoas, sendo 116 passageiros e quatro tripulantes.

Segundo a Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab), 89 pessoas foram resgatadas com vida até 15h50. Os sobreviventes foram levados para hospitais da região: 70 estão na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), em Mar Grande; 15 estão no Hospital Geral de Itaparica; dois estão no Hospital do Subúrbio e dois no Hospital Geral do Estado (HGE), ambos em Salvador.(G1/BA)

Comentários